Poetisa Leidiana S. Silva

Poetisa Leidiana S. Silva
********

domingo, 14 de maio de 2017

HOMENAGEM A MAMÃE

Um dia lindo especial
Para um ser fenomenal
Alguém que é sem igual
Uma mulher sensacional

Essa é a minha mãe
Sim, mãe! É você mesma
Te amo mais que chocolate
Ou mesmo bolo com cereja

Feliz dia das mães
Minha fonte de amor
"Para mim és mui mais bela"
Do que a mais linda flor

Um anjo deixado na terra
Para o bem espalhar
Pois seu amor e seu carinho
Só me faz apaixonar

Apaixonado por você
Sou eu desde que nasci
Desde que abri os olhos
E sua face mãe eu vi

Rainha do meu reino
Razão do meu viver
Beija-flor do meu jardim
Nasci para amar você

Mãe é tudo para o filho
Queira o filho que não queira
Mãe é médica, professora
É sargenta e enfermeira

Entre tantas outras coisas
Mãe também é meio vidente
Pois se o filho corre perigo
Não sei como a mãe sente

Para uma mãe filho é filho
E não importa a idade
Se adoecer ou se ausentar
Ela cuida ou tem saudade

Um ser mais que ilustrado
Que nasceu para dá a luz
De amor incondicional
Igualando ao de Jesus

Esse é o amor de mãe
O que o mundo não tem igual
Nenhum amor aqui encontrado
É como esse "o maioral"

Mãezinha mais que especial
O teu valor é elevado
A minha maior felicidade
É tê-lá sempre ao meu lado.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

A MAGIA DE VIVER

Na vida nada é para sempre
Tudo o que começa termina
Quando dura é pura sorte
E se não durar é sua sina

Assim as coisas são
E assim sempre vão ser
Encarar de cabeça erguida
Só depende de você

A vida é cheia de surpresa
De altos e baixos ela é feita
E apesar de complicada
No fundo a vida é perfeita

A vida não é infinita
E sim, ela é limitada
Perde quem passa a vida
Parado e sem fazer nada

Viver a vida é preciso
Viver a cada um momento
Viver a vida ao profundo
Viver cada sentimento

A vida é algo inexplicável
Chega até ser surreal
O mistério da existência
Algo sobrenatural

A vida é realmente linda
E cabe à nós "a" bem viver
Pois quem bem não vive a vida
Resulta em se arrepender

Parece ser bem complicado
Mas não é, repare bem
Se você sorrir pra vida
Ela sorrir para ti também

Uma caixinha de surpresa
Algo mais que inesperado
Assim é o que a vida nos reserva
Por isso achamos complicado

A vida é uma aventura
Num total desconhecido
Um enigma indecifrável
Que tem de ser resolvido

Uma aventura bem real
Todos nascemos para viver
É o que nos tá reservado
Querendo ou mesmo sem querer

Do destino ninguém foge
Nem tem como se esconder
O que a vida te reservar
Assim é que terá quer ser

Cabe a cada um de nós
Seguir a risca nossa história
Fazer de cada um fracasso
Motivo para uma vitória

Nunca desistir da vida
Jamais cansar-se de viver
Aproveitar cada segundo
Que a vida te conceder

Na vida nada é para sempre
A não ser o mundo que vivemos
E os feitos que deixamos
As coisas boas que fazemos

Nossa vida, nossa história
Ela só não será contada
Se passarmos a vida toda
Ser criar nem fazer nada

Mas se quiser ser lembrado
Quando não mais existir
Tem que muito se esforçar
E na vida progredir

Da vida não se leva nada
Não adianta nem tentar
Mas saiba que seu legado
Você pode deixar

Daí então por todo sempre
Quem o seu legado ver
Pode ter total certeza
Que sua história vai conhecer

De ti vai relembrar
Mesmo sem ter te conhecido
E você, vai... ser criticado
Ou simplesmente admirado

Tudo só vai depender
Do seu modo de viver
Então vai decidindo
O que deseja ser

Na vida nada é ao certo
O mais certo de se dizer
É que a única certeza da vida
É que um dia irá morrer

Então viva seu viver
Viva sem lamento
Viva a cada dia
Viva o momento

Viva essa magia
Que é a magia de viver
Viva a intensamente
E não irá se arrepender.

sábado, 15 de abril de 2017

A ESSÊNCIA DE SER MULHER

Do que me adianta:
Falar bem, de maneira natural
Me vestir elegantemente bem
Mas viver muito mal?

Essa é a dura realidade
De muita, mas muita mulher
Que vive em média e alta classe
Mas que feliz nunca foi, nem eh

Dinheiro não compra felicidade
Muito menos alegria
Dinheiro não compra amor
Nem uma boa companhia

Felicidade passageira
Alegria casual
Amor por uma ou duas noite
E companhia eventual

Isso não é vida
Isso não é viver
Quem vive essa realidade
Já é ou será deprê

Mulher quer ser feliz de verdade
Quer ser alegre frequentemente
Quer ser amada dia e noite
Quer companhia permanente

Mulher sonha com amor
Mulher quer é ser amada
Mulher gosta de dinheiro
Mas quer gastar acompanhada

Quer o seu homem do seu lado
E quer por ele ser mimada
Mulher trata o homem bem
Mas quer por ele ser cuidada

A mulher se faz de forte
Briga ou vai relevando
Mas de um jeito ou de outro
Ela acaba se cansando

Lá no fundo uma mulher
Não gosta de se embriagar
O que ela gosta é de carinho
E o principal de conversar

Um vinhozinho bem gelado
Acompanhado de um bom jantar
Ganhar flores, chocolates...
E elogios... melhor não há!

Uma mulher é beleza
Mas ela não é perfeição
Pois engorda e emagrece
E se estressa sem razão

A mulher como o homem
Uma hora envelhece
E aí alguns defeitos
Com a idade aparece

Principalmente mal humor
A tal falta de paciência
E o homem fala "Mulher chata"
Desse jeito quem que aguenta

Querido trate de aguentar
Pois o tempo já passou
Retribua com tolerância
Pois ela bem te tolerou

Não aprendeu a amar
Com todo amor que recebeu?
A ficha ainda não caiu?
Pois é... vocês envelheceu!

Não és mais aquele homem
Que esbanjava seu vigor
Mas a mulher que tens do lado
Nunca que te abandonou

Ela tem os seus defeitos
E convive com os teus
Por causa do valor que a deste
Que isso tudo aconteceu

Parabéns a quem casou
Deu valor e recebeu
Juntinhos curtiu a vida
E juntinhos envelheceu

Esse é o real desejo
De toda e qualquer mulher
Uma vida bem amada
E confortável é o que ela quer

Isso é muito importante
E também é essencial
Mulher não quer só dinheiro
Nem romance casual

Mulher também quer ser amada
Quer casar e filhos ter
Quer um homem do seu lado
E com ele envelhecer

Mulher não quer ser paquerada
Nem os homens aos seus pés
Mulher quer um grande amor
Alguém feito pra você

Um homem gentil
Um homem educando
Um homem trabalhador
E por ela dedicado

Um homem família
Um romântico apaixonado
Que a ame loucamente
E queria ser seu namorado

Um namoro eterno
Um romance sem fim
Até que a morte os separe
Os dois juntos bem velhim

Mulher não é solúvel
Ela não é sem noção
Tudo o que a mulher
É movida a emoção

Mas sempre com a razão
Fixamente ao seu lado
Mulher quer se casar
Com seu eterno namorado

Mulher é cabeça
E também é estrutura
Pode até ser sexo frágil
Mas também ela é segura

Saber o que fala
E saber o que quer
Saber o que sente
Isso é ser mulher

Ser mulher é uma dádiva
Ser mulher é uma essência
Ser mulher é uma mistura
De beleza com decência

A essência de ser mulher
Já vem desde a geração
Por isso Deus a fez
Com beleza e perfeição

Um ser determinado
Que sabe o que quer
O próprio mistério da vida
Em uma simples mulher.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

VIDA DIFÍCIL

Minha infância foi sofrida
Tive uma vida judiada
De tudo já fiz um pouco
Pois sempre fui esforçada

Já colhi muito café
E já coei café na lata
Já carpi muito capim
E já plantei até batata

Cavei cova pra mandioca
Assim também como ralei
E para fazer a farinha
Mandioca eu prensei

Com a goma da mandioca
Fiz farinha e beiju
Já comi carne de onça
E também carne de tatu

Eu já comi jacaré
Também já comi jia
Já pesquei tarde da noite
Para pode comer de dia

Quando eu era pequena
Me recordo com alegria
Por não ter uma piscina
Mergulhava em bacia

Todo mundo andava a pé
E não via dificuldade
Devagar nós ia andando
E atravessava a cidade

Andar descalço era normal
Aliás era mania
E não pegava tais doenças
Que se pega hoje em dia

Já andei muito descalço
Por não ter o que calçar
E remendei muito chinelo
Para descalço não ficar

Remendava com arame
Isso era quando achava
Quando não tinha arame
Um preguinho eu fixava

Andava tanto de pé no chão
Que era até engraçado
Quando calçava um sapato
O pé ficava machucado

A famosa conga
Era o sapato popular
Pois tanto homem ou mulher
Uma conga poderia usar

A comida era simples
E também muito pesada
Tipo se comesse hoje
Ficaria empapuçada

Comia em cuia e bacia
A colher era a mão
E o rango mais popular
Era farinha com feijão

Uma coisa engraçada
Era a nossa mistura
Geralmente carne de boi
Daquela cheia de gordura

Todo mundo bem cedinho
Já estava acordado
O fogão era a lenha
E o banho era gelado

O café era às seis
O almoço meio dia
Janta às dezoito horas
E logo mais todos dormia

Sem pia na cozinha
Lavava louça no quintal
Dentro de balde ou bacia
Em cima de um girau

Nessa vida passei fome
Já dormir no realento
Até mesmo desejei
Me mudar para um convento

Pois sem ter onde dormir
E até mesmo o que comer
Tentei tirar a minha vida
Para deixar de viver

No meu tempo de criança
A vida não me favoreceu
Então sou aquele tipo
Que toda vida só sofreu

Lembra que a ninha cama
Parece até brincadeira
Quando eu deitava nela
Só sentia a madeira

Cama forrada de papelão
Com um colchão artesanal
Com enchimento improvisado
Uma humilhação total

Com uma seria alergia
Eu vivia a me coçar
Pois as folhas do colchão
Fazia minha pele irritar

Sem falar de vários espirros
E de muita falta de ar
Eu sentia continuamente
A minha saúde fragilizar

Mas era uma realidade
Que eu tinha que viver
Afinal não era só eu
Que vivia a padecer

A maioria das pessoas
Em situação ruim
Também fazia o colchão
E enchia igual a mim

Colchão artesanal
Com enchimento de capim
E outras folhas secas
Ou pano velho: Enfim!

Quem tinha bananeira
Se dava era muito bem
Pois com folhas de banana
Dava para encher também

Hoje não é muito diferente
Morei dez anos numa favela
E enfiam consegui uma casa
Uma casinha bem singela

A não ser a casa própria
Nada mais em mim mudou
Pois o sonho da mobília
Ainda não concretizou

Não tenho ainda uma bela cama
Muito menos um belo colchão
E mesmo assim dou graça ao céu
Pois pelo menos não durmo no chão

Porcaria de sofrimento
Insiste em ficar do meu lado
Mesmo estando no presente
Meu sofrimento é do passado

Pois nunca acabou
Nunca, nunca teve um fim
Se alguém souber onde tem sorte
Por favor avise-me

Pois minha vida foi sofrida
E aliás ainda é...
Nunca tive muita sorte
Só que não perdi a fé

Penso em "quem sabe um dia"
A minha vida possa mudar
E enfim a sorte me encontre
Me fazendo prosperar

Só que... até lá...
A minha vida vou levando
Às vezes meio que sorrindo
E às vezes só chorando

Continuo padecendo
Mas fazer o que?
O que você tem que passar;
Ninguém passa por você!

Pelo menos atualmente
Não tenho mais que carpir
Não passo fome como antes
E também tenho onde dormir

Isso já é um bom começo
Sei que a vida vai melhorar
O que tenho que fazer
Não tem jeito; "é só esperar!"

Mas acredito em mudança
Acredito no destino
Tão certo como o brilhinho
No olho de um menino

Ainda resta esperança
É só acreditar...
E como eu já disse antes
O que resta é esperar

Minha infância foi difícil
Mas meu coração me diz
Que sofria para caramba
Mas no fundo era feliz

Pois nessa atualidade
As coisas só se complicou
Pois os que já era podre
Pra piorar se endividou

Pois o que ganha atualmente
Com a tal da inflação
Gasta tudo com impostos
E não lhe sobra um tostão

Sem alimento adequado
A saúde vai estragando
E depois que adoece
As coisa só vai piorando

Pois depois que adoece
Não pode ao menos trabalhar
E para ficar ainda mais pior
Não consegue encostar

E se ainda for de idade
Isso é um fato que entristece
Pois estando velho e doente
Ainda mais ele padece

Por isso trinta anos atrás
Era sim bom de viver
Só não enxerga quem não quer
Pois isso até cego ver.

sábado, 8 de abril de 2017

MEU JEITO DE SER

Sou humanamente gente
Uma pessoa como outra qualquer
Mais... especificamente
Sou humanamente mulher!

Gente... na real é o que sou
Uma pessoa imperfeita
Às vezes mal humorada
E do tipo reservada

Tudo me incomoda
A minha mente agita
A verdade é que:
Tudo, mais... tudo me irrita

Como sou reservada
Não mexo com ninguém
Então pra mexer comigo
Pense muito bem

Eu sou bem na minha
Vivo a me isolar
Então pense bem
Antes de me incomodar

Gosta da plena paz
E estou sempre a praticar
O bem ao próximo
No que posso ajudar

Se eu poder ajudar ajudo
Se não! Atrapalhar, não vou
E a quem não gosta de mim
Se me esquecer é um favor!

Gosto mais de ajudar
Do que de ser ajudada
Pois de quem eu ajudo
Nunca que espero nada

Apesar de reservada
E do meu famoso mal humor
Quando alguém de mim precisa
Disposta a ajudar estou

Do mesmo jeito, se alguém
Vier a mim, só incomodar!
Para tirar a minha paz
Grande encrenca vai achar

Sou boa para quem merece
E assim sempre vou ser
E para ter a minha ajuda
É só nunca me desfazer

Ninguém é obrigado
A gostar de ninguém
O importante é respeitar
Para respeitado ser também

Esse é o meu estilo
O meu simples jeito de ser
"Se na real sou boa ou não"
Dependerá só de você

Se retribui o que recebe
Com desprezo ou amizade
"Pois o lema é trate o próximo"
Com respeito e igualdade

Então tratar muito bem
Todos os que te tratar
É o melhor a fazer
Para depois não se queixar

Mas se bem não te tratar
Não se preocupe não
Despreze igualmente
Sem fazer confusão

Esqueça que existe
Jogar indireta jamais
Simplesmente abandone
E ver se não volta atrás

Geralmente as pessoas
Só costumam a dar valor
Na hora da precisão
Depois esquece, acabou!

Pro isso sou o que sou
Procuro esses tipos evitar
É uma boa maneira
Deu não me magoar

Amo muito o meu jeito
Mudar! Não vou jamais
Estou de bem com o mundo
E comigo estou em paz

Se quiser siga esse lema
E se afaste de gentalha
Pois muito te ajuda
Quem nunca te atrapalha.

quinta-feira, 23 de março de 2017

O FIM DO NOSSO AMOR

Depois de tanto amor
Fiquei chata para você
Começou me ignorar
Até fingia não me ver

Quando acontecia
Ficar perto de mim
Não queria papo
Não queria interagir

Mesmo estando com você
Eu vivia na solidão
O tempo foi passando
E, só piorou a situação

Fiquei de soco cheio
De viver ignorada
Ne sentia traída
Desfeita e humilhada

Desculpei-te várias vezes
E cansei de desculpar
Então tomei a decisão
De nunca mais te perdoar

Cansei de dá amor
E não ter nem atenção
Então quis pôr um fim
Em toda aquela humilhação

Cansada de sofrer
E cansada de chorar
Então eu decidir
É hora de mudar

E daí eu resolvi
Pôr um fim na nossa história
E o meu primeiro passo
É lógico foi de eu ir embora

Então eu te deixei
Depois de tanto avisar
Você não me ouviu
Não quis acreditar

Fechei meu coração
Tranquei o nosso amor
Fiz mais o enterrei
Suas chances acabou

Tranquei o nosso caso
Deixei o arquivado
Definitivamente...
Em casos encerrados

Não adianta se arrepender
É tarde para mudar
Saí da sua vida
Sem planos de voltar

Então siga o seu caminho
Que o meu já estou seguindo
E nem eu sei qual será
O meu próximo destino

Não precisa perder seu tempo
Voltar atrás e me procurar
Pois agora é muito tarde
Não vai mais me encontrar

Fui embora da sua vida
Nunca mais irá me ver
Deletei a nossa história
Eu não quero mais você

Estoure um champanhe
E pode comemorar
O fim do nosso amor
Acabou de conquistar.

BRUTA ADAPTAÇÃO

Sei que é inacreditável
Mas sou como camaleão
Me adapto em toda
E qualquer situação

As vezes parece até de pedra
Esse meu frágil coração
Fazendo-se de muito forte
Indecifrável e sem noção

Mas é só aparência
Pois fraquíssimo ele é
E sei que se tivesse pernas
Nunca que parava em pé

A minha grande adaptação
É uma forma de sobreviver
Foi a maneira que encontrei
Pra depressão não me vencer

Apesar de parecer forte
Vivo sempre a chorar
Mas procuro esconder
E para ninguém demonstrar

Sofro eu sozinha e calada
Me fazendo de durona
Não deixando ninguém ver
Que na verdade sou chorona

Assim é minha vida
Uma vida de sofrência
Tristeza e amargura
Uma vida de aparência

Pareço muito... forte
Uma pessoa bem feliz
Mas só que meu coração
Não é o que ele diz

Fingo estar tudo bem
Sempre rindo pra não chorar
Nem eu mesma entendo como
Ainda estou a suportar

Mas assim que é a vida
Uma constante adaptação
Aja nervo que aguente
Aja calma coração

A vida sempre foi assim
E assim sempre será
A gente espera que ela mude
Sabendo que não vai mudar

Será assim querendo ou não
E não querer é igual sofrer
Não aceitá-la como é
É uma vida sem viver

Seja um camaleão
E viva a adaptação
Verás que é bem mais fácil
Enfrentar a decepção

Acostume-se as coisas
Que te faz e não faz bem
Deixe as coisas aconteceram
Não reclame pra ninguém

Ninguém pode te ajudar
Em questão de superação
O segredo é se adaptar
Igualzinho ao camaleão.

quarta-feira, 22 de março de 2017

AMO MUITO O FRIO

Não gosto de chuva forte
Mas curto muito uma garoa
Já deu para imaginar, que:
Frio pra mim é coisa boa!

Não gosto de chuva forte
E nem nela me molhar
Mas amo a sensação
Quando o tempo está esfriar

Não curto chuva forte
Não curto raios, nem trovão
Mas curto à berça o frio
Seja em qualquer estação

Não curto vendaval
Nem chuva de granito
Mas chuvinha de garoa
Isso eu acho bonito

O frio me alegra
É algo que me satisfaz
A neblina sobre a terra
Para mim é lindo demais

Não curto o calor
Pois parece que vou derreter
Prefiro o gelo do frio
E um casaco a aquecer

Eu sempre... falei
Queria morar numa geleira
E minha mãe sempre disse
Menina, não fala besteira

Mas no fundo é verdade
Pois muita tristeza me dá
Quando vejo que a poluição
Está fazendo mal ao ar

A camada de ozônio
A cada dia se destruíndo
E aquele frio gosto
Cada vez mais diminuíndo

Isso é muito, muito triste
Mas eu tenho esperança
Que o tempo voltará a ser...
Igual a minha época de criança

Eu sempre amei o frio
E sempre o vou amar
Melhor que o frio pra mim
Garanto que mais nada há

Por isso saí do Nordeste
Saí do meu sertão
Pois o seu clima quente
Isso não aguento não

Hoje moro no Sudeste
Estou longe do Sertão
E até sinto saudade
Mas pra lá nao volto não

Lado a lado com o Sul
Aqui eu dou nota mil
Pois já dá para sentir
Um pouquinho do seu frio

Quando neva lá no Sul
Aqui fica geladinho
Ai é só correr pra cama
E ficar embrulhadinho

Só os que trabalha fora
Que sempre vai reclamar
Mas eu mostro uma solução
É só, bem... se agasalhar

Usar luvas, usar toucas
Um casaco bem quentinho
E quando voltar pra casa
Manter-se aquecidinho

O frio faz muito bem
Mas tem que se adaptar
Para criar resistência
E resfriado não ficar.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

PARA SER UM VENCEDOR

Para ser um vencedor
Tem que ser bem paciente
Também tem que ser focado
E bastante persistente

Para ser um vencedor
Os degraus tem de subir
Um de cada vez
Para não cansar e nem cair

Para ser um vencedor
Tem que prestar atenção
Aproveita a oportunidade
Entrando logo em ação

Para ser um vencedor
Sempre atento tem de ser
Para no fim da batalha
O troféu você erguer

Para ser um vencedor
O segredo é lutar
Sempre ágil e atento
Pro seu pé não vacilar

Para ser um vencedor
Você tem de acreditar
Que até chegar ao topo
Muito irá se cansar

Para ser um vencedor
Além de não desistir
Repetira para sê mesmo
"Eu... vou conseguir"

A total convicção
É o segredo do vencedor
Amor pelo sucesso
Honra, garra e valor

Para ser um vencedor
O primeiro passo é começar
O segundo é não desistir
E a vitória comemorar

É preciso persistir
Jamais parar de lutar
Subir cada degrau
Para a vitória conquistar

Pois de energia positiva
É feito um vencedor
De total perseverança
E espírito empreendedor

Para ser um vencedor
É preciso acreditar
Que de degrau em degrau
Onde quer irá chegar

É preciso acreditar
É preciso persistir
É preciso querer
Continuar sem desistir

É preciso garra
Força e valor
E é preciso foco
Para ser um vencedor.

LEMBRANDO LEMBREI DE LEMBRAR

Hoje quando acordei
Me lembrei de lembrar
De uma lembrança lembrada
E fiquei a pensar

Esqueci de lembrar
Mas que ironia
Pois eu planejava
Lembrar todo dia

Acabei esquecendo
Mas deixa pra lá
Pois o que importa
É que acabei de lembrar

Tinha me esquecido
Mas hoje lembrei
Da lembrança que um dia
Na mente guardei

Lembrei de lembrar
Lembrança lembrada
Lembrança súbita
Lembrada do nada

Lembrando de lembrar
Acabei lembrando
Lembrei da lembrança
Minha mente focando

Lembrando da lembrança
Acabei de lembrar
Uma lembrança lembrei
E estou a comemorar

Lembrança esquecida
Que hoje lembrada
Lembrei de repente
De maneira inesperada

Lembrança lembrada
Lembrança que lembrei
Lembrança esquecida
Que na mente guardei

Lembrança esquecida
Que acabei de lembrar
Lembrança que a mente
Se encarregou de guardar

Lembrando lembrei
De uma lembrança recente
Que eu tinha esquecido
Pois sumiu da minha mente

Mas acabei lembrando
E lembrei do nada
Pois eu tinha certeza
Que ela foi metalizada

Então lembrando lembrei
Lembrei de lembrar
Mas vou parar aqui
E minha mente descansar

Espero, depois...
Voltar a me lembrar
Pois neste momento
Quero a mente relaxar

Lembrar é cansativo
É agitado por de mais
E exatamente agora
Tudo o que desejo é paz

Vou continuar lembrando
Depois de descansar
Estou até pensando
Em deitar e cochilar

Relaxando a mente
O corpo e o coração
Sei que aumentará
A minha concentração

Então é isso aí...
Vou me revoar...
E por umas horas
Minha mente descansar.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

BOAS E MÁS AMIZADES

Eu era uma pessoa triste
Sem nenhuma alegria
E implorava dos amigo
Amizade e companhia

Mas, pessoas me beiravam
Para de mim se aproveitar
Só que depois me ignoravam
Que eu estava a falar

Na minha própria casa
A pessoa não fala comigo
E depois ainda diz
Que é meu melhor amigo

Isso era muito estressante
Eu me sentia humilhada
Querendo me desabafar
E só sendo ignorada

Isso é muito humilhante
Afinal... que tipo de amigos são
Se eles forem mesmo amigos
Não tem amor no coração

Pois amigo tem amor
Também, atencioso é...
Um amigo de verdade
Nunca larga do seu pé

Amigo de verdade
Está sempre do seu lado
Te dá toda atenção
Mesmo quando está calado

Se mal fala com você
E não te dá atenção
Se não ver o teu sofrer
Não é teu amigo não

Repare que tem gente
Que nem gosta de você
Mas quando bate a precisão
Ela vem te aborrecer

Depois de na necessidade
Por você ser socorrido
Torna a voltar fingir
Que não é teu conhecido

E desse jeito fica
Até voltar de ti precisar
Então bate em tua porta
Te pedindo para ajudar

Eu nem ligo mais pra isso
E não espero nada de ninguém
Apenas sigo o mandamento
"Fazer o bem, sem olhar a quem"

Isso muito me entristecia
Mas só que já superei
Uma tão esperada amizade
Para minha vida encontrei

Minha tristeza acabou
Quando uma amiga conheci
Uma pessoa iluminada
A mais gentil que eu já vi

Uma amiga de verdade
Faladeira como eu
E também uma boa ouvinte
Parecia vinda do céu

Ela ouvia minhas lamúrias
E as suas eu ouvia
Quando dela eu precisava
Mesmo longe ela sentia

Os anos foi passando
E minha amiga confidente
Continuou sendo a mesma
Com uma amizade transparente

Ela sempre foi sincera
Digna de admiração
Do tipo que você precisa
E de imediato estende a mão

Eu realmente era triste
Pois não tinha com quem conversar
Mas hoje que a tenho
Falo até pelo celular

Nos falamos por mensagem
E através de ligação
E quando a vejo pela rua
Dou aquele abração

Tenho ela uma grande amiga
E sei que Ela me tem também
Uma nota a nossa amizade
É mais de dez chegando a cem

Sempre que tenho saudades
Ela eu vou visitar
E do mesmo modo ela
Vem para juntas prosear

Quando aos interesseiros
Pararam de me rodear
Porque sabe que de mim
Nada mais ira tirar

Uma coisa eu aprendi
Não implorar por amizade
Do meu lado terá sempre
Um amigo de verdade

Boas e más amizades
Sempre irá existir
E somente a você
Cabe elas distinguir

Eu não sinto mais tristeza
Quando aqui estou sozinha
Pois aproveito para ler
Ou ouço uma musiquinha

Um bom amigo te alegra
Um mau vai te entristecer
É melhor não ter amigo
Do quê o que trair você

Então eu era... triste
Agora não sou mais
Certo tipo de amizade
Tanto fez e tanto faz.

NA BEIRA DA ESTRADA

Na beira da estrada
Sentei para meditar
Na beira da estrada
Fiquei só a chorar

Na beira da estrada
Vi um pezinho de flor
Na beira da estrava
Eu pensei no amor

Na beira da estrada
Fiquei triste todo o dia
E na beira da estrada
Tive um pouco de alegria

Na beira da estrada
Dar muita solidão
Na beira da estrada
Também tem distração

Na beira da estrada
Não é fácil ficar
Pois na beira da estrada
Dá vontade de chorar

Na beira da estrada
Fui me refugiar
E sempre a sua beira
Estou a me sentar

Na beira da estrada
Na beira do caminho
Não importa a beira
Gosto de ficar sozinho

Na verdade ficar só
Não me faz mal não
Pois ficar só pra mim
É ouvir meu coração

Quando fico triste
Ou não sei o que fazer
Vou na beira da estrada
Para chorar e me entreter

Gosto de ficar a beirada
Lá me sinto muito bem
E quando lá estou
Não quero falar com ninguém

Então de preferência
Desligo o meu celular
E abaixo minha cabeça
Pra ninguém me incomodar

A beira da estrada
É o meu lugar sagrado
Onde só a minha sombra
Está ali do meu lado

É logo que ao meu lado
Um anjo também estar
Mandado por meu Deus
Para do mal me guardar

Na beira da estrada
Me sinto bem segura
Sei para alguém
Isso parece loucura

Mas é assim mesmo
Cada um com sua mania
Para mim uma boa paisagem
É uma excelente companhia

Na beira da estrada
Para ninguém você interessa
As pessoas passam reto
E com você mal conversa

Um carro só te para
Se na beirada estiver
E pedir uma carona
Não sentado, mas em pé

Uma boa paisagem
Só dá para avistar
Da beira da estrada
Ou quando se vai viajar

Mas a beira da estrada
Já está bom para mim
Viajar nos pensamento
Para mim não é ruim

A minha melhor viagem
É a da imaginação
Sentada num caminho
Cantarolando uma canção.

UM CONTO DE AMOR

Um dia um certo homem
Que morava em uma mansão
Muito rico e bonito
Mas que vivia na solidão

Gostava de dá festa
Sempre a comemorar
E para a alto classe
Seu dinheiro esbanjar

Sua casa estava sempre cheia
Pois tinha um festa por semana
Com muita gente da elite
Gente rica e bacana

Só que no outro dia
Depois da festa terminar
Todo mundo ia embora
Só a solidão ficava lá...

Uma dia uma linda mulher
Muito simples foi passando
E ele sua beleza
Tão simplória foi admirando

O coração bateu forte
A sua boca se secou
Totalmente paralisado
Olhando ela ele ficou

Completamente imóvel
Seu coração disparou
Mas enquanto ele a olhava
Ela em um ônibus entrou

Logo veio a sua mente
Sua alma gêmea encontrou
E naquele mesmo instante
Ele se apaixonou

Sentiu que era ela
O seu verdadeiro amor
Só que era tarde
Pois o ônibus embarcou

Ele ficou encantado
E só nela ele pensava
Ficando bem sem graça
Toda festa que ele dava

Todos que o conhecia
Ficaram preocupados
Quando viram seu amigo
Triste e desanimado

Pois ele além de rico
Era bonito e charmosão
E na boca das mulheres
Também era um garanhão

Ele só foi piorando
De tanto que desanimou
Que se trancou em casa
Pensando: Ela me escapou!

Mas tomou uma atitude
Sua mente acalmou
E começou rodar a Cidade
A procura do seu amor

Os dias foram passando
E mais triste ele ficava
Pois percorreu toda Cidade
E sua amada não achava

Uma dia ela cansou
E falou vou desistir
Não sei nem se é real
A tal mulher que eu a vi

Pode ser que foi miragem
Foi uma alucinação
Devo está ficando doido
E bateu o pé no chão

Quando de repente
Ele olhou... e bem do seu lado
E lá estava a mulher
Que sua cabeça tinha virado

E olhando para ela
Ele se aproximou
E de imediato soube
Que era ela seu amor

Gentilmente a cumprimentou
E contou a sua história
E disse estou feliz
Por ter lhe encontrado agora

Mas daí chegou o ônibus
E ela disse: Tenho que ir agora
E ele disse: Agora não!
Por favor me dê uma hora

E ele a perguntou:
Quando eu volto a vê-la
E ela disse:
Moço para já com brincadeira

Olha meu estado
Eu sei que sou bonita
Mas sou uma moça pobre
Que no amor acredita

Mas sei pelo seu jeito
Que não foi feito para mim
Pois eu já nasci podre
E você tão rico assim

Eu peço por favor
Não me faça de experimento
Pois só caso por amor
Ou então entro num convento

Siga seu destino
Com certeza vai conhecer
Alguém do mesmo nível
E o amor vai florescer

Moça por favor:
Deixa eu te conhecer
Desde o dia que te vi
Que só penso em você

Não precisa se assustar
Nem ficar desconfiada
Eu vou te provar
Que nasceu pra ser minha amada

O dias foi passando
E mais encontro aconteceu
Até chegar o ponto
Que sua família ele conheceu

E chegando a hora certa
Ele a ela perguntou:
Quer namorar comigo
E então ela aceitou

O tempo foi passando
E ele a ela se declarou
Abriu de vez seu coração
Que de verdade apaixonou

Eu amo você
Amo de verdade
Você estando do meu lado
E minha maior felicidade

Então ele o disse
Eu também amo você
E ficaria muito triste
Se chegar a te perder

Mas como você já sabe
Nada tenho a oferecer
Sou completamente podre
Diferente de você

Então ele a olhou...
No fundo dos olhos e sorriu
Balançou a cabeça
E então a falou:

Antes de te conhecer
Minha vida era vazia
Nem mesmo todo dinheiro
Proporcionava-me alegria

Sempre tive de tudo
Nunca nada me faltou
A não ser o essencial
Que era só o seu amor

Não preciso de dinheiro
Muito menos de mansão
Já ganhei a maior riqueza
Que é o seu coração

A pediu em casamento
Seu noivado festejou
E então numa grande festa
Sua amada desposou

Na vida nada é por acaso
Tudo nela tem um porque
O amor é algo que acontece
E pode nós surpreender

O amor verdadeiro
É tão difícil de encontrar
Mas está marcado no destino
Com data, hora e lugar

E só depende de nós
Seguir o coração
Esquecer o preconceito
E dá lugar a emoção

Foi assim que aquele homem
Se casou com o grande amor
Uma mulher a por quem ele
A primeira vista se apaixonou

Felicidade não se compra
Muito menor o amor
Que é a maior riqueza
Que no mundo Deus deixou

Não se iluda com o dinheiro
Nem com a classe social
Siga o amor pela emoção
E esqueça o racional

Um amor de verdade
Dinheiro alguém pode comprar
Olha o tanto que vivi
Para só agora te encontrar

O dinheiro se gasta
Um rico empobrece
Mas o amor verdadeiro
Não se acaba, nem envelhece

O amor é para sempre
Escada da superação
Pois juntos um casal
Constrói castelo e mansão

Aquele homem nunca mais
Soube o que é solidão
Pois a sua felicidade
Se mudou para a mansão

E viveram muito felizes
Em seu lindo casarão
Ele e sua linda amada
A que ganhou seu coração

Esse conto de amor
Que agora foi narrado
É daquele que se ler
E na mente é guardado.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

A CHEGADA DE UM BEBÊ

Uma mágica acontece
Quando uma criança nasce
Pois depois de tanta espera
Se pode ver a sua face

Uma miniatura de pessoa
Com toda sua perfeição
Uma diviníssima obra
Que vai além da imaginação

É incomparável a ansiedade
De uma família ao aguardar
A chegada de uma criança
Que dentro de um ventre estar

Na verdade toda família
Quando espera um bebê
Conta meses e conta dias
Ansiosos para logo ver

E daí quando nasce
É aquela agitação
Todo mundo quer pega-lo
Não querem nem tirar da mão

A família fica confusa
Sem saber o que fazer
Se deixa a criança na cama
Ou segura mais o bebê

Um corre para aqui
Outro corre para acolá
Que dá até tontura
Em quem muito observar

Na verdade é engraçado
Para quem de fora estar
Pois parece marinheiros
Navegando em alto mar

Outra coisa engraçada
É na hora de dar banho
Todos bem desajeitado
Só por causa do tamanho

Sem falar da aflição
Que a família chega a ter
Todos bem apavorados
Com o choro do bebê

É uma coisinha linda
Só não é bom a barulheira
Um tremendo alvorosso
Toda aquela choradeira

Mas depois de o vestir
Tudo volta ao normal
É que nem todo bebê
Acha o banho legal

Com tempo ele se acostuma
Pelo banho se habitual
E a hora do seu banho
Passa a ser sensacional

Então é isso...
Quase uma melodia
A chegada de um bebê
Sempre é uma alegria.